Segundo O ANATGONISTA, o ministro Fachin, atendendo ao pedido do procurador-geral Rodrigo Janot, mandou prender preventivamente o moedor da carne boquirroto Joesley Batista, seu comparsa e diretor da JBS Ricardo Saud e o ex-procurador da República Marcelo Miller.

A prisão de Joesley e Saud foi defendida publicamente pelo ministro Luiz Fux, na última quarta-feira, durante sessão plenária do STF. Na próxima quarta-feira, a Corte vai julgar o pedido de suspeição contra Janot, apresentado pela defesa de Temer, que também pede a suspensão prévia da segunda denúncia ― que está prestes a ser apresentada. Na mesma ocasião, os ministros deverão discutir, em uma questão de ordem, a validade das provas obtidas no acordo de colaboração da J&F, que passou a ser questionada pela defesa de Temer após a publicação da polêmica

Como se vê, a semana promete. Bom domingo a todos e até mais ler.