Não fosse pela desgraceira ocorrida em Janaúba, onde o vigia da creche Gente Inocente matou mais de dez pessoas ― a maioria delas crianças pequenas ―, o massacre promovido em Las Vegas por Stephen Paddock ainda seria manchete na mídia e tema obrigatório nas redes sociais.

Não vou entrar no mérito da questão, mas apenas salientar o fato de que armas não matam pessoas; pessoas é que matam pessoasAs armas são apenas um instrumento.

Para transformar uma simples faca de cozinha em arma letal, basta colocá-la nas mãos de alguém mal-intencionado. Imagine, por exemplo, o estrago que faria um garçom de churrascaria mentalmente perturbado, se lhe desse na telha usar a faca de fatiar carne para degolar os comensais. E aí? A gente iria proibir garçons de de usar facas?

Continue lendo em http://fernandomelis.blogspot.com.br/2017/10/o-massacre-em-las-vegas-e-o-direito-de.html