O ANTAGONISTA alerta para uma hashtag#voltalula ― que deve surgir em breve, de forma aparentemente espontânea, e se disseminar pelas redes sociais. E ainda que os cidadãos menos informados possam acreditar que ela realmente surgiu por acaso, trata-se, mais uma vez, da máquina da notícia petista funcionando nas redes, com a participação de uma grande empresa de comunicação de São Paulo, que já está com a campanha quase pronta.

Para aqueles que têm um par de olhos e outro de neurônios, o proselitismo bastardo, oportunista e flibusteiro de Lula, do PT e da patuleia militante não chega a surpreender. Afinal, não existem limites para quem faz de palanque até mesmo o caixão da mulher. Relembremos o que disse o Senador Ronaldo Caiado, dias depois do sepultamento da ex-primeira-dama Marisa Letícia:

Lula não tem limites em sua capacidade de ser indecoroso. Conseguiu ir além mais uma vez desse limite ao profanar a própria viuvez e ousar atribuí-la a terceiros. Se alguém pode ser responsabilizado pelo infortúnio de dona Marisa, é quem a envolveu nesse mar de delitos e que não soube (ou não quis) poupar a própria família. Ao tentar politizar – e terceirizar – um drama que ele e somente ele produziu, expõe-se ao vexame público. Fez com a família o que fez com a pátria, semeando desordem e infelicidade. E agora quer acusar a justiça, na tentativa de inverter os papéis. O réu é ele, não a justiça. Se não consegue respeitar o Brasil, deveria ao menos respeitar sua família”.

Enfim, basta acessar o Face, o Twitter e tantas outras redes sociais ― inclusive esta ― para ser submetido a um verdadeiro bombardeio de bostagens, protagonizado por esbirros vermelhos que, como falsos pastores evangélicos, buscam “ovelhas” para engrossar seus “rebanhos”, mas ― nem imaginam as pobrezinhas ― não com o propósito de salvá-las, mas sim de encaminhá-las ao matadouro, e assim engordar suas burras e apinhar de dinheiro sujo os cofres de suas espúrias seitas.

Fiquem de olho, portanto, que os primeiros sinais deste desserviço à democracia e ao povo brasileiro não tardam a despontar.